Pin It button on image hover

Lenta solidão



No silêncio meu medo gritae a dor invade a paisagem,a solidão consumindo a alma.

O vento frio dança com a gélida neblina lá fora, e as janelas batem, anunciando que só um coração está a bater na sala...

Minha vida se esvai com os ponteiros do velho relógio.

As pálpebras pesam e os pesadelos descem e abrem as portas de minhas angústias já esquecidas.

O coração vacila, na sala agora jaz apenas um corpo sem vida, os sonhos se foram...

Dayanna F.

Nenhum comentário:

Postar um comentário