Pin It button on image hover

Me acorde quando setembro acabar...

"Não meu bem, não adianta bancar o distante: lá vem o amor nos dilacerar de novo."(Caio Fernando Abreu) Quero esquecer do tudo, mergulhar no mudo, gritando amor, mergulhando em dor no sabor de me perder em mim, num espiral de loucura, riso bobo, coisa sem sentido, momentos meus e de mais ninguém, me acorde quando Setembro acabar... Pois um mês me separa do óbvio, da surpresa, do medo, do desejo contido, da paixão avulsa ou da solidão evidente, não quero ver o tempo passar, só quero ir correndo de encontro a esses momentos que me aguardam, eu sinto, forte, dentro de mim, isso não será fácil de viver, menos ainda de esquecer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário