Pin It button on image hover

Transbordar

Não que eu deveria me cansar das tardes chuvosas. Sentada àquela janela lendo Clarice L. e escolhendo clássicos de Paulo coelho, ouvindo Norah Jones, me sentindo mal compreendia como um dos contos de Machado de Assis e escrevendo textos tristes e inacabados. É essa á impressão que eu tenho de mim mesma, triste e inacabada, nada que se começa se termina dentro de mim, isso aqui ta começando a ficar meio cheio!
Existe um sentimento de escassez, de fraqueza, meio imcompreendido pulsando em minhas veias, com um veneno que me tira os sentidos pouco a pouco, submersa em lembranças, atada ao meu passado, não consigo mais manter o presente. Não é devaneio da minha parte, só estou expondo minhas feridas.
Não peço que se apiede de mim, eu me apaixonei pelos dias chuvosos e cinzentos, mas é que eu ainda guardo uma saudade antiga pelo calor do sol, mas parece-me, não haver saída desse labirinto triste que se tornou rotina nos meus dias, tenho que regredir e descobrir, onde se romperam as forças que eu tinha para continuar, e unir, com um forte arremate a certeza e a coragem, para poder seguir em frente, rumo ao sol.

Nenhum comentário:

Postar um comentário