Pin It button on image hover

Como degustar a vida

Tumblr_lpkuws7q8h1r06lcmo1_500_large



Eu que nunca fui paciente, nem muito esperançosa, só esperava da vida o que dava para prever, o resto via como brinde, ou azar, os raros momentos feliz, passados como um estalo de dedos, pois assim pensava: a vida é curta, morro, mas com um histórico de sorrisos bem maior que palhaço de circo.

Mas não sei, depois de um tempo, mal lembrava o porque de estar sorrindo, então o sorriso virou algo bobo, perdeu a cola e não parava mais em meu rosto. Comecei a me preocupar com isso, e passei a observar as pessoas ao meu redor, estava em busca de dentes expostos em forma de meia lua moldados por lábios gentis, encontrei vários, me dediquei ainda um pouco mais...

Pude perceber, que as pessoas que mais sorriem, não são aquelas que atropelam seus sentimentos com caminhões pesados de pressa, mas são aquelas que cultivam, regam, adubam sua felicidade, que cativam um amigo, e com ele compartilham os segredos e as melhores piadas, e amizade é algo de validade indeterminada, o que garante belas gargalhadas ao longo de toda vida.

Mas se você ainda não entende por que eu troquei uma carranca por paciência e espera, é porque a felicidade a gente compra as prestações, e nada paga sentir frio na barriga, não há montanha grande demais que o bem-estar não escale, não passe por cima dos bons momentos, nem das pessoas, sinta o gostinho de estar vivendo cada segundo mágico, conquiste pessoas, não reputações, e o resto? Só vivendo para descobrir, que eu não conto! E você, quantas prestações você já quitou de sua felicidade?

Nenhum comentário:

Postar um comentário