Pin It button on image hover

A mediadora: Meg Cabot



Se tem um livro que eu realmente gostei de ler, com certeza foi esse! O primeiro livro que me fez virar noites querendo descobrir o final, lendo mais, mais e mais. E quando terminei, já estava correndo atrás dos outros. Sabe oque é ficar realmente triste ao ver que acabou? Todos aqueles livros, todas aquelas imagens que passavam em minha cabeça…  Até hoje eu pego pra reler eles, mas é claro que não é a mesma coisa. Foi o primeiro livro da Meg Cabot que eu li, ela tem um jeito único de misturar romance, mistério e comédia, desde então, sou apaixonada por ela. Ainda vou escrever um post só falando dela aqui. Mas hoje, eu vou dividir esse gostinho de nostalgia com vocês. E espero que vocês também leiam e releiam como eu. Diga-me: você tem medo de fantasmas? Confie em mim, continue lendo.
Suzannah Simon – ela prefere ser chamada de Suze,  nunca a chamem de Suzaninha – tem 16 anos e está completamente mal humorada com tudo isso. Mas, acredite, ela tem seus motivos: Perder o pai para um ataque fulminante do miocárdio com cinco anos de idade e tê-lo por perto à todo instante, já é um belo problema pra qualquer adolescente…

Dá até pra entender que morrer de uma hora pra outra não é fácil e deixa muitas coisas pendentes, mas para uma adolescente isso é terrível, especialmente quando não são problemas dela! Acredite, a vida de Mediadora não é nada fácil.

Então sua mãe se casa e resolve morar na Califórnia com um carpinteiro muito talentoso e gentil, seus três filhos que parecem os anões da branca de neve – não pela altura, pelas características: Soneca, Mestre e Dunga – e num casarão velho. Ah! Sim, sem esquecer, é claro, de que – como se tuuudo conspirasse contra – um fantasma mora no seu quarto!

Mas… Espere aí. Alto, bronzeado, olhos escuros e profundos, sorriso encantador, latino. E morto. Esse daí vai dar trabalho… E… Não, isso não… Ou talvez… Não! Ele está morto. E continua lindo e é completamente incrível, irresistível… Mas ele está morto, oras!

Ou talvez não… Quem sabe você não descobre isso nesses próximos 6 livros?

+++ O Sonho de Toda Garota (um conto de “A Mediadora”)


Nenhum comentário:

Postar um comentário