Pin It button on image hover

Fui!


Não sou isso tudo de frágil, muito menos essa pessoa totalmente capaz que você desenhou naquele dia em que cada um trocou um sonho com o outro, riscou alguns planos apoiados nas estrelas, e abraçou forte, prometendo aquelas séries de coisas que prometemos quando estamos felizes, mas quando o mundo resolve cair, elas deixam de ter importância. Você achava graça quando eu perdia o controle, mas a minha vontade é que você perdesse, só um pouco do controle comigo também. Sermos os dois loucos, entende? Um pelo outro.

Mas era somente eu que me atirava nesse penhasco, era eu apertando o cinto e você a montanha russa, com o tempo até havia aprendido a aproveitar os breves "altos", e ignorar os frequentes "baixos", de estar ao seu lado, até que um dia a vontade de ir embora foi maior do que a de ficar, e aí não teve presente, pedido de desculpa, flores, abraço forte que me segurasse, fui, pra não mais voltar, ser feliz com outra pessoa em outro lugar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário