Pin It button on image hover

1 poema por 365 dias: Atualização


Poema 10 de 365

Sobre saudade,
não há muito o que dizer
apenas lamentar na verdade,
porque saudade, é uma dor que invade,
sem ferir nos machuca, 
sem agredir nos entristece,
Ah! Mas quando é matada, engrandece 
a alegria, a magia toda
que se esconde no abraço
que demora a acabar, na pessoa 
que acaba de voltar, e no peito,
o desejo, de nunca mais se separar.


Poema 11 de 365

Queria ver saída,
mas só vejo nuca,
só vejo a pele morena,
e um irrecusável pedido de beijá-la
e mergulha-la.
Senti-la.

Tão macia, fosca de tão gostosa de sentir,
me recuso a ir,
tola prudência,
perdeu para a minha urgência, de me afogar
no dorso perfeito,
feito pra encaixar os meus lábios.

Ali sumi, até hoje me encontro perdido,
dali não mais saí.




Poema 12 de 365

Me acolhe, 
me cuida
me embala
me seja
me pega
me leva
me aluga.

não me devolva,
não me solte,
não me largue,
não me liberte,
não se dissolva,
me sature de você
só me envolva.

Só me abrace
só me enlace,
só me acabe em você.









2 comentários:

  1. Que lindo :') são desses poemas de arrancar suspiros

    laialisafa.com

    ResponderExcluir