Pin It button on image hover

Run




Ai que vontade. De pegar meus sentimentos e sair correndo.

 De me retirar deste lugar, de sair da presença dessa gente sem coração e paciência. De correr, na velocidade do meu assombro, com a falta de amor, com a falta de empatia que se vê aos montes pelas esquinas e ruas, que congestiona o trânsito das minhas certezas, que interrompe a respiração dos meus sonhos, que me constrange, me dilacera, me desorienta.

Quando a gente nasceu para amar, o que a gente faz quando tudo é espinho? Não quero trocar a minha vocação que é abraçar, mas tudo que me dão é a limpa de um jardim, os galhos das rosas que secaram e viraram armadilhas para a pele distraída, e insistem em bater-me com eles toda a vez que ofereço uma flor de ajuda, um gesto de carinho.

Vou correr para dentro de mim, e me resguardar dessa gente egoísta, que não divide nada de bom, que me reservam apenas as sobras de suas maldades, prefiro minha solitária cúpula de mim, ao ter que encarar mais uma vez este mundo cru.

2 comentários:

  1. Olá, que amor, que delicadeza este blog.. Fico tão feliz quando encontro tbm blogueiras evangélicas.. ;) ja estou lhe seguindo.. vou deixar meu link caso queria tbm me visitar hehehe
    bjus.. Karine Gabriela
    bjs.. http://gcrist.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Karine, que bom que gostou *-* Te seguindo também!

      Excluir