Pin It button on image hover

(Re)Começar


Não tenho medo de voltar ao zero, de usar a borracha, e escrever no mesmo lugar, uma nova história. Isto faz parte de mim, isto é o que sou. Enquanto a vida permitir, tentarei novamente, e de novo, e de novo, até conseguir, até alcançar os meus ideais, esta será sempre eu. Não me importo com aqueles que riem de mim, ao me ver regressar, enquanto seguem em frente, passando por cima dos erros, e costurando este tecido delicado que é a existência, cheio de rugas e partes desfiadas.

Sei também, que para cada regresso pagamos um certo preço, mas quando sabemos que no fim, a recompensa de um caminho bem feito, de passos bem dados é muito maior que os prejuízos, vale muito, a pena, as perdas, os arranhões e os calos. Nesse meio, quem anda ao nosso lado, necessitará de muita compreensão e paciência, de uma sabedoria que só quem ama tem. Não é fácil encontrarmos pessoas que entendam nossas idas e vindas, nossas certezas pela manhã que ao por do sol já não significam mais nadas, é quase um fardo se não fosse amor.

E o que me resta? Pedir paciência a quem corre comigo, a quem me dá sempre a mão e seu precioso tempo, porque um dia eu chego lá, naquele "lá" que todo mundo quer chegar, Mas por enquanto, você me permite ir tentando?

Com amor,

A eterna nostálgica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário